Marketing para Saúde: usando o blog para tornar sua clínica referência

Hoje em dia todo mundo se encontra e se relaciona nas redes sociais, certo? Então porque manter um blog? Será que não é o suficiente para eu divulgar minha clínica ou meu consultório? Preciso de um blog? Por que ele é importante para minha estratégia de marketing para saúde?

Vou ter dar uma motivo que por si basta! Uma fanpage no Facebook, ao contrário do seu site/blog, é uma canal que não é seu. Apesar se você ter acesso, publicar o que quer, quem é dono e dita as regras são os profissionais do Facebook. Ele pode mudar as regras do jogo quando quiser. Já no seu site/blog quem tem total domínio é você.

Neste canal a única atração é você, sua especialidade, sua clínica. Utilizar blogs para divulgar sua especialidade e melhorar a reputação pode ser um grande diferencial para os profissionais da área de saúde. Crie conteúdo de qualidade, conquiste a confiança e torne-se referência no segmento de saúde através do seu canal.

Marketing para saúde: 4 dicas para começar um blog

Pense no seu possível paciente

Quem é o seu paciente típico? Visualize suas características físicas, preferências, hábitos. Dê-lhe um nome e descreva-o.

Imagine que sua clínica é especializada em geriatria, que tem como objetivo: longevidade com melhor qualidade de vida para a população idosa.

Neste caso, a sua persona, ou possível paciente, pode ser o “João Henrique, advogado, classe média alta, casado, prestes a se aposentar, praticante de corrida. Quer manter-se ativo, em forma e prolongar a sua qualidade de vida para aproveitar o conforto financeiro que a carreira bem-sucedida lhe proporcionou. Tem doença celíaca e por isso, pode desenvolver osteoporose mais tarde. Tem na família casos de diabetes, por isso, deve ser feito sempre um controle”.

Veja que, ao estabelecer uma persona, fica mais fácil escrever. Seu principal objetivo com o blog vai ser ajudar o João Henrique com suas dúvidas sobre saúde.

Escreva com o objetivo de ajudar

Com o perfil do seu possível paciente estabelecido será mais fácil direcionar a produção dos artigos. Ao gerar conteúdo relevante e adequado à persona da sua clínica, você se torna referência no segmento médico.
Ainda usando o exemplo do profissional de geriatria. Podemos construir conteúdos que expliquem sintomas e tratamentos de doenças comuns desta idade, como por exemplo:

• O que é diabetes?
• Como tratar hipertensão arterial?
• Quando você deve fazer uma avaliação para osteoporose?
• Que tipo de exames são necessários para diagnosticar osteoporose?

E por aí vai. Pautas não vão faltar para você escrever. O importante é que pense que sua função aqui, é fazer com que as informações publicadas façam diferença na vida do Henrique, seu potencial paciente.

Utilize as palavras certas (SEO)

Não basta apenas definir a persona e escreve um artigo aleatoriamente. Você tem que escolher as palavras certas. As pessoas procuram informações sobre saúde o tempo todo na internet. Fazem perguntas, usam termos específicos. Eleger e utilizar palavras-chaves que sejam relevantes ao seu paciente vai fazer diferença no momento da indexação do seu blog. Isso acontece porque os mecanismos de busca consideram o uso das palavras-chaves entre os principais aspectos para dar relevância ao tema abordado e, dessa forma, posicioná-lo melhor na busca orgânica.

Vamos para um exemplo:

Você quer escrever sobre diabetes, certo? Afinal o Henrique tem grandes chances de começar a desenvolver a doença e ele precisa ficar atento. Antes de começar a escrever, você precisa fazer uma pesquisa sobre alguns termos que as pessoas poderiam estar pesquisando. Fizemos um levantamento do volume de pesquisas para os termos abaixo:

Marketing para clínica médica - simulação de volume de pesquisas no google

Note que as palavras-chave “tipos de diabetes”, “ tratamentos para diabetes” e “sintomas do diabetes” possuem um volume considerável de buscas mensais na internet.

Você com certeza terá visitantes no site se escrever algo como:

Conheça todos os tipos de diabetes
Tratamento para diabetes: quais os mais comuns?
Fique atento aos sintomas do diabetes

O importante é escrever com clareza, tentando não utilizar tantos termos específicos, lembre-se que você vai escrever para que é leigo no assunto. Crie títulos que contenham as palavras-chave, como fizemos acima. Repita a palavra-chave alguma vezes no texto e utilize subtítulos do tipo h1, h2, h3. Claro que existe muito mais técnicas que devem ser implementadas no texto, para isso você pode contar com ajuda de especialistas.

Confira o caso de Sucesso em Marketing Digital – Clínica Fertilizar cresce 8x em tráfego orgânico – Acesse aqui!

Promova seu conteúdo nas redes sociais e por e-mail

Ninguém vai encontrar seus artigos se você não publicar. Compartilhe o conteúdo nas redes sociais, use o e-mail para disseminar esses artigos para seus contatos. Quanto mais visitantes você levar para as páginas do seu blog, mais fácil será do Google indexar seus artigos.

O marketing de conteúdo também é um importante aliado não só na conquista de novos clientes como na retenção dos atuais. Se você mantém seus pacientes informados dos avanços da sua área de saúde, sobre as melhorias no serviço, nos equipamentos e na capacitação da equipe ou mesmo presta informações úteis, como o calendário de vacinas, por exemplo, cria-se um vínculo de relacionamento.

Esse engajamento também gera entre seus pacientes o que, no marketing, chamamos de “promotores”. Ou seja, os pacientes satisfeitos recomendam você e sua clínica para seu círculo de relacionamento, atraindo novos pacientes para seu consultório.

 

4 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] CFM considera o blog como ferramenta de disseminação de conhecimento científico. Essa iniciativa é encorajada, pois ajuda a disseminar informações relevantes e verídicas sobre […]

  2. […] Veja mais:Marketing para clínica médica: usando o blog para tornar sua clínica referência no segmento de s… […]

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *